Bibliografia
Livros e Catálogos

BRASIL

AAKER, David A. Marcas: Brand Equity gerenciando o valor da marca. São Paulo: Elsevier Editora, 1998.

​BERTINAZZO, Stella Maris de Figueiredo. Ex libris: pequeno objeto do desejo. Colab. De Sara Seilert, Simone de Oliveira Matos, Rosangela Roosevelt. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2012.

CUNHA, Murilo Bastos da; CAVALCANTI, Córdelia Robalinho de Oliveira. Dicionário de biblioteconomia e arquivologia. Brasília: Briquet de Lemos/Livros, 2008.

DEPARTAMENTO DE IMPRENSA NACIONAL, Rio de Janeiro. Ex libris: exposição comemorativa do 144º aniversário da Fundação do Departamento de Imprensa Nacional. Colab. do Clube Internacional de Ex libris. Rio de Janeiro: 1952. 20 p.

ELTON, Elmo. O ex-libris e o barão do Rio Branco.  [Rio de Janeiro]: [s.n.], [1953]. [31 p.] [il.].

ESTEVES, Manuel. O Ex-libris. Rio de Janeiro,Laemmert, 1956.

 

EX-LIBRIS. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 1998. 

EX-LIBRIS: Coleção Biblioteca Pública do Paraná. Curitiba: Imprensa Oficial, 2002. 234p.

FARIA, M. I., PERICÃO, M. das G. Dicionário do livro: da escrita ao livro eletrônico. São Paulo, SP: Edusp, 2008.

FRIEIRO, Eduardo. Os livros nossos amigos. 2 ed. São Paulo: O Pensamento, 1945. 212p.

HORCADES, C. M. Ex libris. Rio de Janeiro: [Ed. Do Autor], 2017.

LIMA, Alberto. O Exército no ex libris: primeira exposição geral do Exército. Rio de Janeiro : Impr. Militar,1950. 48 p., il.​

MACHADO, Ubiratan. A etiqueta de livros no Brasil: subsídios para uma história das livrarias brasileiras. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, Oficina do Livro Rubens Borba de Moraes, 2003.

MARTINS, W. A palavra escrita: história do livro, da imprensa e da biblioteca. 2. ed. São Paulo: Ática, 1996.

MARTINS FILHO, Plínio (Org.). Ex-libris. Cotia: Ateliê Editorial, 2008. (Coleção Livraria Sereia de José Luiz Garaldi).

MINDLIN, J. Uma vida entre livros: reencontros com o tempo. São Paulo: EDUSP, Companhia das Letras, 1997.

MORAES, Rubens Borba de. O bibliófilo aprendiz. 5. ed. São Paulo: Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin,2018.296 p

MUSEU NACIONAL DE BELAS ARTES, Brasil. 1ª Exposição Brasileira de Ex-Libris. Rio de Janeiro, 1942.

PINHEIRO, A. V. Que é livro raro? Uma metodologia para o estabelecimento de critérios de raridade bibliográfica. Rio de Janeiro: Presença; Brasília: INL, 1989.

PINHEIRO, Ana Virginia. Ex-libris atribuído: uma marca cultivada. Rio de Janeiro: [s. n.], 2021.

PINHEIRO, Priscila da Costa; VICENTE, Sérgio Augusto. Obras com ex libris na Biblioteca do Museu Mariano Procópio – catálogo interno. Juiz de Fora:  Fundação Museu Mariano Procópio, 2015.

PORTA, Frederico. Dicionário de Artes Gráficas. Porto Alegre: Globo, 1958. 

RIO DE JANEIRO. Prefeitura do Distrito Federal. Secretaria Geral de Educação e Cultura. 1ª Exposição Municipal de Ex libris. Rio de Janeiro: Salão Assírio - Teatro Municipal, 1949. 79 p.,il.

SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO, Palmas. Ex libris: marca de uma identidade. Curadoria de André de Miranda. Palmas: SESC, Departamento Regional de Tocantins, 2018. 230p.

SILVA, Alberto Costa e.; MACIEL, Anselmo, org. O livro dos ex-líbris. Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Letras; São Paulo: IMESP, 2014.

SOCIEDADE DOS ARTISTAS NACIONAIS, Rio de Janeiro. 2ª Exposição Brasileira de Ex-libris. Rio de Janeiro, 1948.

TOURINHO, O. C. Arquivo Brasileiro de Ex Libris: 1ª Serie, 500 ex libri,s A-Z. Rio de Janeiro: [s.n.], 1950.

VASCONCELOS, Vasco Joaquim Smith de. Ex-Libris na Família Smith de Vasconcelos. Rio de Janeiro: 1952. 

VIAN, Alissa Esperon, RODRIGUES, Márcia Rodrigues. Marcas de proveniência bibliográfica: um estudo sobre os ex-libris. Rio Grande, RS, Ed. da FURG, 2020. 126 p., il.

 

ESTRANGEIROS

ALMACK, Edward. Bookplates. Chicago: McClurg, 1910. 180 p..

ARJONA, J. A. Alegorías y pertenrncias: ex libris. Buenos Aires: Alapi, 2017.

BIBLIOTECA PÚBLICA & ARQUIVO REGIONAL DE ANGRA DO HEROISMO, Açores. Catálogo Ex-libris de Açorianos. Açores: 2015. 140 p. 

BUONOCORE, D. Vocabulario bibliográfico. Santa Fé, Argentina: Cstellví, 1952.

EXLIBRIS: estudio y selección de Gerardo Trillo. Lima : Biblioteca Nacional del Perú, 2022. 92 p., il. color.

HOPKINSON, M. Ex-libris: the art of bookplate. London: The British Museum Press, 2011.

JOLY, L. Ex-libris imaginaires et supposés de personnages célèbres anciens et modernes. Paris: L. Joly, [1895].

KEENAN, J.P. The art of bookplate. New York: Barnes & Noble, 2003.

KRONHAUSEN, Phyllis. Erotic bookplates. New York: Bell Publishing, 1970. 213 p.

MATTOS, A. A psicologia do “ex-libris”. Lisboa: Edição da Miscelânea, 1931.

PEARSON, David. Provenance research in book history: a handbook. London: British Library,1998.

PEARSON, David. Provenance research in book history: a handbook. 2 ed. Oxford, UK: Bodleian Library, 2019.

POULET-MALASSIS, A. Les Ex-libris: Français depuis leur origine jusqu'a nos jours. Paris: Rouquette, 1874. 

RATO, Fausto Moreira. Manual de ex-librística. Lisboa Imprensa Nacional, Casa da Moeda, 1976. 238 p.

ROBERT, E. des. L’ex libris: son historique, as collection. Nancy: Association Française des Collectionneurs d’Ex Libris et de Gravures, 1946.

ROBERTS, Don. Rockwell Kent: the art of the bookplate. San Francisco: Fair Oaks Press, 2003. 212 p.

SALAVERRIA, D. Primeros ex libris: siglos XV y XVI. Buenos Aires: Sepia- Arte Sudamericano, 2012.

THOMAZ, Annibal Fernandes. Os ex-libris ornamentaes portuguezes. Porto: Typ. A Vapor da Empreza Litteraria e Typographica, 1905.

UNIVERSIDAD DE CASTILHA-LA MANCHA. Centro de Estudio de Castilha-La Mancha. Don Quijote en los Ex libris: Quijote IV Centenário. Castilha-La Mancha: Empresa Pública Don Quijote de la Mancha. 2005. 

​VILLAR. Ernesto de La Torre. Ex libris y marcas de fuego. 2 ed. México: Universidad Nacional Autonoma de México, 2000.

VINDEL, Francisco. Ensayo de um Catálogo de Ex-líbris Ibero-Americanos. Madrid: 1952. 2 v.