Bibliografia
Periódicos e Artigos

BRASIL

ANDRADE, Joaquim Marçal Ferreira. Ex-libris: união do passado ao presente. Correio Filatélico. Brasília. v.23, n.180, p. 24-5, set./out. 1999.

AZEVEDO, Fabiano Cataldo de. A doação da biblioteca João do Rio ao Real Gabinete Português de Leitura: aspectos de uma história pouco conhecida. In: Perspectiva da Ciência da Informação. Belo Horizonte, v. 15, n.3, 2010. 

 

AZEVEDO FILHO, Bueno de. Ex-líbris amoriados brasileiros. In: Dois estudos de heráldica (1936).

BEFFA, Maria Lucia, NAPOLEONE, Luciana. Arqueologia” das coleções bibliográficas: um exercício de identificação de bibliotecas como patrimônio cultural. 2017.

 

BEZERRA, José Augusto. Ex-Líbris: A marca de propriedade do livro. In: Revista do Instituto do Ceará, tomo CXX, n. 120, 2006. p. 129-144.

BIBLIOFILIA: ex libris na BRG. Biblioteca Rodolfo Garcia Informa. RIo de Janeiro, v. 6, n.1, jan/fev. 2011. 

BOLETIM da Sociedade de Amadores Brasileiros de Ex libris. Rio de Janeiro, n. 1, jan. 1948.

BOLETIM da Sociedade de Amadores Brasileiros  de Ex libris. Rio de Janeiro, n. 2, jul. 1948.

BOLETIM da Sociedade de Amadores Brasileiros de Ex libris. Rio de Janeiro, n. 3, jan. 1949. 

CAMPOFIORITO, Quirino. Notícias sôbre ex-libris. In: O Jornal. Rio de Janeiro, 14 maio 1960. 

CHILDE, Alberto. O Ex-libris do Museu Nacional. Boletim do Museu Nacional. RJ. p.91-99, mar. 1926.

CORTEZ, Márcia Della Flora, et al. Ex-líbris: a economia patrimonial. In: Revista Eletrônica Ventilando Acervos. Florianópolis, v.7, n.2, p. 19-43, dez. 2019. 

CORTEZ, Márcia Della Flora, NUNES, João Fernando Igansi. Discussões teóricas sobre o patrimônio e a memória em torno dos ex-líbris.  In: Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, Rio Grande, 35, n. 02, p. 144-163, jul./dez. 2021.

CORTEZ, Márcia Della Flora, NUNES, João Fernando Igansi. Ex-líbris: a memória de uma técnica/Ex-líbris: la memoria de uma técnica/Instructions Bookplates: the memory of a technique. In: RELACult – Revista Latino-Americana de Estudos em Cultura e Sociedade. Foz do Iguaçu, v.5, ed. Especial, p. 1-13, abr. 2019. 

 

CORTEZ, Márcia Della Flora, NUNES, João Fernando Igansi. Ex-líbris: formas culturais de memória /bookplates: cultural forms of memory. In: Missões: Revista de Ciências Humanas e Sociais, Bagé, v. 6, n.1, edição especial, 2020.

CORTEZ, Márcia Della Flora, NUNES, João Fernando Igansi. Ex-líbris: objetos e documentos. In: Anais: humanidades digitais. Org. Amanda Basílio Santos, Juliana Porto Machado e Ronaldo Bernardino Colvero. Jaraguão, Edicon, 2020. p. 306-22

COUTINHO, Paula Andrade, RANGEL, Márcio Ferreira. Biblioteca privada e marca de propriedade: da reunião à sua dispersão. In: Biblos: revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação. Rio Grande, v.35, n.2, p.128-143, jul./dez. 2021. 

Ex-libris e o emblema da Biblioteca Nacional. Rio de Janeiro: Kosmos, v. 1, n. 3, mar. 1904.

EX LIBRIS. In. Revista Genealógia Brasileira. São Paulo, n. 14, 1946.

EXPOSIÇÃO "Ex libris" visão de várias épocas. Correio da Manhã. Rio de Janeiro, 31 ago. 1958. 

GÔSTO do ex-libris: sinal de cultura. Brasil Rotário. Rio de Janeiro, set. 1958. 

GREENHALGH, Raphael Diego. Homero Pires: o colecionismo bibliográfico e as marcas de proveniência. In: Em questão. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul,  2021.

GREENHALGH, Raphael Diego & RODRIGUES, Márcia Carvalho Rodrigues. Ex-líbris: um momento de apreciação. In: Revista Biblioo: cultura informacional. Rio de Janeiro, ano 10, n. 04, nov. 2021.

LAMARTINE, Thásia Maria. Ex libris a marca do dono: arte erótica. In: Revista Best View. ano I, n. 04, 1995. 

LESSA, C.R., TEIXEIRA, O. 1ª Exposição Brasileira de Ex-libris.  In: Revista Genealógica Brasileira. São Paulo, ano 3, n.5, p.503-13, 1942.

LIMA, Alberto. Ano Ex-librístico. In. Almanaque Eu Sei Tudo. Rio de Janeiro, 1951, 1952,1955, 1956,1959. 

LIMA, Alberto. Ano Ex-librístico. In. Almanaque Eu Sei Tudo. Rio de Janeiro, 1953.

LIMA, Alberto. Ano Ex-librístico. In. Almanaque Eu Sei Tudo. Rio de Janeiro, 1954.

LIMA, Alberto. Ano Ex-librístico. In. Almanaque Eu Sei Tudo. Rio de Janeiro, 1957.

 

LIMA, Alberto. Ano Ex-librístico. In. Almanaque Eu Sei Tudo. Rio de Janeiro, 1958.

LIMA, V. F. Tesouros na prateleira. Pesquisa FAPESP, São Paulo, n. 276, p. 84-87, fev. 2019.

LOPES, Aurelio. O "Ex-libris" e o emblema da Bibliotheca Nacional. In: Kósmos: revista artística, científica e literária. Rio de Janeiro, ano 1, n.3, p. 13, mar. 1904. 

LOURENÇO, Mariana Simões, FONSECA, Vitor Manoel Marques da. Arte e história nas marcas gráficas do Arquivo Nacional . In: Acervo: Revista do Arquivo Nacional. Rio de Janeiro, v. 29, n.1, 2016. 

MACHADO, Ana Maria. Barão do Rio Branco. In: Revista Brasileira. Rio Janeiro, ano 1, n. 71, p. 223-31, abr-jun. 2012.

 

MIRANDA, José Pedro de. Arte, ciência e trato do ex libris. In: Diário de Notícias. Ribeirão Preto, 1967.  

MULIN, Rosely Bianconcini. Ex-líbris: a desconhecida arte, tão antiga como o próprio livro. In: Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação. São Paulo, v. 13, n. 1, p. 64-81, jan/jun. 2017.

 

OLIVEIRA, Jorge de. Ex libris síntese do culto pela arte. In: Ò Catarina. Florianópolis, (24), jul/ago,1997. p.8

PERGUNTA aos estudiosos. Qual teria sido o primeiro paulista a usar o ex-libris? Gazeta. São Paulo, 26 ago. 1958. 

PINHEIRO, Andréa de Souza, HELDE, Rosângela Rocha Von. Ex-libris da Biblioteca Nacional: a marca de uma identidade. In: Anais da Biblioteca Nacional. Rio de Janeiro, v.135-136, 2019. p. 11-35. 

 

PINHEIRO, A. V. Glossário de Codicologia e documentação. In: Anais da Biblioteca Nacional.  Rio de Janeiro, v. 115, p. 123-213, 1995 [1998].

 

PRIMEIRA exposição brasileira de "ex-libris". In: Anuário do Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, n.4, p. 10-6, 1942. 

 

RODRIGUES, Márcia Carvalho. Como definir e identificar obras raras? Critérios adotados pela Biblioteca Central da Universidade de Caxias do Sul. In: Ciência da Informação, Brasília, v.35, n. 1, p. 115-121, jan./abr. 2006.

 

RODRIGUES, Márcia Carvalho; VIAN, Alissa Esperon; TEIXEIRA, Heytor Diniz. Marcas de procedência: contribuições para o estudo do livro raro. In: Encontros Bibli: revista eletrônica 5 de biblioteconomia e ciência da informação, Florianópolis, Santa Catarina v. 25, p. 01-20, 2020.

RODRIGUES, Márcia Carvalho; et al. Sistema de Armazenamento e Reconhecimento de Marcas de Proveniência. In: Anais da Mostra da Produção Universitária.Rio Grande, RS, nov. 2020.

SAMPAIO, Albino Forjaz de. "Os Ex-libris". In: Revista Genealógica Brasileira. Rio de Janeiro, ano III, n. 5, 1942. 

SANTOS, Rosina Bahia Alice Carvalho dos. Ex-libris x marca do impressor. In: Boletim Museu Carlos Costa Pinto. Salvador, v. 24, p.9-25, jan/dez. 2001. 

SCHMIDT, Jayro. Ex libris: símbolo da virtude. In: Ó Catarina. Florianópolis, n.24, jul.-ago. 1997. 

SERRA, Liliana Giusti . Digilibris: Reconhecimento De Ex libris utilizando técnicas de Biometria. In: Brazilian Journal of Information Science: Research Trends, vol. 6, nº 1, junho de 2013, doi:10.36311/1981-1640.2012.v6n1.06.p.67.

SILVESTRE, M.C.R. Análise sobre a ocorrência de ex-libris no acervo bibliográfico raro da biblioteca Pedro Aleixo da Câmara dos Deputados. In: CAJUR – Caderno de Informações Jurídicas. v.4, n.1, 2017.

SINZIG, Pedro. Religião e Música nos Ex-libris. In: Revista Música Sacra. Rio de Janeiro: Vozes de Petrópolis, 1948.

SOARES, Iaponan. Os cultores catarinenses. In: Ó Catarina! Florianópolis: Fundação Catarinense de Cultura, n.24, jul/ago 1997.

TEIXEIRA, Maria de Lourdes. Um tratado de ex libris. In: O Estado de São Paulo. São Paulo, 18 jun. 1957. 

 

VIEIRA, Carlos. O que é o Ex libris. In. A Voz de Portugal. Rio de Janeiro, 24 mar. 1973. 

VIAN, Alissa Esperon. Proveniência na história: fontes históricas, da teoria à prática. In: Oficina do historiador, Porto Alegre, v. 15, n. 1, p. 1-14, jan.-dez. 2022.

ESTRANGEIROS

 

BAURMEISTER, U. The recording of marks of provenance in the Bibliothèque Nationale de France and other french libraries. In: The Papers of the Bibliographical Society of America, v. 91, n. 4, p. 525-538, 1997.

CERNAJSEK, Tillfried. Geologische und montanistishce Exlibris. In: Berichte der Geologischen Bundesanstalt. Wien: 2019. v.3., v. 131. 57p.

ESCHE, Joachim. Mineralogical Bookplates. Rocks & Minerals, [S.L.], v. 94, n. 5, p. 456-459, 5 ago. 2019.

ESTEVE BOTEY, F. El ex libris en el Brasil. Madrid: Aguilar, 1949. 

 

ESTEVE BOTEY, F. Ex libris y ex-libristas. Madrid: Aguilar, 1949.

.

LEE, Brian North. Bookplates of Scientists. Interdisciplinary Science Reviews, [S.L.], v. 16, n. 4, p. 357-366, dez. 1991.

 

LIMA, J. P. A. A linguagem de um ex-líbris. In: Boletim da Academia Portuguesa de Ex-Libris, Braga, ano XII, n. 41, 1967. Separata.
 

MATTOS, A. O ex-libris. In: Revista Brotéria, Lisboa, n. 22, p. 385-394, 1936.

 

OVERMIER, J. A.; DOAK, E. M. Provenance records in rare book and special collections. Rare Books & Manuscripts Librarianship, Chicago, v. 11, n. 2, p. 91-99, Fall 1996.

ROWE, J. B.. Bookplate of the geographical society of New South Wales. Australian Geographer, [S.L.], v. 4, n. 5, p. 119-119, jun. 1943.