• exlibrisbrasil2020

Ex-libris de Diogo Barboza Machado


Esse é o Ex-libris Didacus (Diogo) Barboza Machado, original de F. Harrewyn Iven, Lisboa, 1730, é o ex-libris mais antigo da coleção de Ely Azambuja Germano atualmente na Biblioteca Pública do Paraná.


“Os ex-libris de Diogo Barbosa Machado, foram gravados em Lisboa por Francisco Harrewyn em 1730, tendo esse artista inglês vindo para a corte portuguesa chamado por D. João V, para formar profissionais numa escola de gravura Nacional.” (Catálogo “Exposição Coleção Barbosa Machado”, Biblioteca Nacional, 1967).


Diogo Barbosa Machado (Lisboa, 31 de Março de 1682 — Lisboa, 9 de Agosto de 1772) foi um presbítero secular católico, escritor e bibliógrafo português. Foi o autor da Bibliotheca Lusitana, a primeira grande obra de referência bibliográfica editada em Portugal. Reuniu uma impressionante colecção de livros, opúsculos e gravuras que ofereceu ao rei D. José I de Portugal após a biblioteca real ter sido consumida pelo fogo na sequência do terremoto de 1755. Levada para o Brasil, quando a família real portuguesa ali se refugiou em 1807, a colecção de Barbosa Machado constitui hoje um dos mais preciosos fundos da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. (Wikipedia)

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo